Aprovado reajuste emergencial para servidores do quadro geral do Estado

A Assembleia Legislativa aprovou, na tarde desta terça-feira (17), projeto do governo do Estado que garante que nenhum servidor gaúcho receba menos do que o piso regional.  A proposta, que tem caráter emergencial, agrega parcela autônoma aos vencimentos dos integrantes do quadro geral do Estado. “Trata-se de uma medida emergencial e provisória para que nenhum servidor receba menos do que o piso regional, enquanto governo e sindicatos constróem uma proposta de reestruturação do quadro geral”, explicou o deputado Raul Pont (PT).
Cerca de 13 mil servidores ativos e inativos deverão ser beneficiados com um reajuste médio superior a 25%. “Ainda não é o ideal, pois a situação herdada dos dois últimos governos é muito ruim. No entanto, preserva os vencimentos dos servidores, enquanto a reestruturação do quadro está em discussão”, apontou.
Na tribuna, Pont sustentou que o governo do Estado já demonstrou que pretende acabar com a política salarial de concessão de parcelas autônomas, sobre as quais não incidem vantagens funcionais. “No ano passado, o governo determinou a incorporação de 50% da parcela autônoma concedida ao magistério. Em maio deste ano, os outros 50% serão também incluídos à remuneração básica da categoria. O mesmo deverá acontecer com os servidores do quadro geral”, lembrou.
Diferença significativa
A proposta  do governo estabelece que as vantagens pessoais do servidor não serão mais computadas para chegar à  remuneração mínima. Com isso, os funcionários  terão, de fato, um ganho, que dependerá do tempo de serviço de cada um. Os governos anteriores somavam, para atingir o piso, o vencimento básico, as vantagens pessoais e a parcela autônoma. O projeto apresentado pelo governo Tarso prevê, para alcançar o piso regional, apenas o somatório do básico e da parcela autônoma.

O projeto estabelece 16 parcelas diferentes (de acordo com o padrão funcional) que variam de R$ 150,00 a R$ 410,00. Segundo a Secretaria de Administração, o reajuste deverá elevar o valor da folha de pagamento do quadro geral de R$ 225 milhões para R$ 281 milhões.

 Agência de Notícias-AL

13 Respostas para Aprovado reajuste emergencial para servidores do quadro geral do Estado

  1. Rita de Cassia Vieira Malaquias Borba disse:

    Porque só é questionada a elevação do valor da folha de pagamento quando se trata de reajuste para o Quadro Geral. E não é questionada tal elevação quando o reajuste é das categorias maiores. Quanto menor o básico e suas incidências, menor o reajuste. Basta saber raciocionar. Será que nossos Governantes são anencéfalos. Para nossos Governantes só os maiores salários tem necessidades, os demais não tem família, não se alimentam, etc, basta seguira o art VI da Constituição para ver as necessidades básicas, e ver tal discrepância. Exemplo. Valor da vale refeição de outros Órgãos e ver o valor do nosso. Os demais precisam se alimentar e nós não. Vamos comer carne de pescoço, enquanto os demais comem picanha. Hahahahha.

  2. vania Garcia! disse:

    Em que foLha será paga esta parcela autonoma?Pelo menos agora poderemos comer a carne de pescoço pois antes nem isso estava dando para colocar na mesa do funcionário hehe… E o SUS ,a gratificação do SUS que tamb não é auumentada acho que faz uns 20 anos,pois no meu contacheque recebo 8,50 oito reais e cinquenta centavos..não da pra nada!!!Deveriam aumentar tambemmm esta GRATIFICAÇÂO DO SUS….

  3. Maria Garcia! disse:

    Mas de qualquer maneira Parabéns aos Deputados e ao GOVERNO,pela aprovação da parcela autonoma,pois ja vai fazer a diferença no fim do mes!!!Mas aguardamos pelo Plano de Carreira,mas pelo menos não ficou so no bla…bla!Obrigada!!!!

  4. Vilmar disse:

    Devido a precariedade,que vínhamos enfrentando com a defasagem salarial,não haveria outra alternativa a não ser pressionar os parlamentares pela aprovação da parcela emergencial.Mesmo que não seja muito,é bem mais do que recebemos nos últimos 8 anos.Agora é continuar a batalha,para que não voltemos ao capílo anterior.

  5. Vilmar disse:

    O que não pode acontecer,é se preocuparem com impacto da fl,cada vez que tiverem que dar um reajuste ao Quadro funcional,seja ele qual for,pois todo o quadro de funcionários,seja municipal estadiual ou federal,têm direitos a terem seus salários reajustados anualmente.Se quiserem falar no impacto da fl,falem também no impacto no bolso do contribuinte,com os bilhões arrecadados em impostos.O país precisa de investimentos,mas o salário do trabalhador,sempre deve ter prioridade.

  6. Rita de Cassia disse:

    Gostaria de saber quando vamos receber o reajuste, pois até agora não foi depositado nada em nossas contas. Não basta anunciar a aprovação de reajuste, é de grande importância, anunciar quando será feito o pagamento. Grata.

  7. Vânia Mara disse:

    Gostaria de saber quando vamos receber esta BENNNDITA PARCELA,pois até agora nada e o salário do mes ja era..

  8. Vânia Mara disse:

    Gostaria de saber quando o Governo vai pagar parcela autonoma e 1/3 da restituição do ipergues ,pois nada na conta ,e as Rpvs dos funcionarios até quando vamos ter que esperar???É critica a situação do quadro geral e burocracia é grande para receber qualquer valor,mas para descontar é rápido !!!!Esta classe esta passando por muitas necessidades básicas deveriam ser pagas com mais agilidade e não esquecida como esta!!!!

  9. Jeferson disse:

    O informação que foi passada era que seria pago até o dia 10 de maio, já estamos no dia 15 e até agora nada, por que não nos passam uma informação concreta, com uma data?

  10. LUIZ CARLOS disse:

    Gozadores, não tem outro adjetivo para qualificar esse pessoal. Criam um salário mínimo regional, quando sequer cumprem os itens necessário para cobrir as despesas especificadas no minimo nacional, que também não cobre o necessário para o mínimo da sobrevivência do trabalhador. E como se não bastasse agoram ficam enrolando, um pouco é piso, outro pouco é této, mas no contra cheque de maio,como também no de abril, nem piso nem této é o mesmo de sempre, o Governo não sabe que tem Quadro Geral no Estado.

  11. Irene Motta Mortari disse:

    Foi Aprovado aumento que institui uma parcela autonoma ao Quadro Geral em 17 de abril 2012, retroativo a março 2012,( Conforme foi publicado na Zero Hora do dia 18 de abril 2012 ) só que para minha TRISTEZA, ao pegar meu contra cheque do mês de Maio 2012, não veio um centavo de aumento. POR FAVOR, quando será pago este irrisorio aumento, se é que será pago ?/

  12. Vilmar disse:

    Fiz muita pressão aos parlamentares,através do twitter funcionou para o o quadro geral do qual faço parte,mas infelizmente sou lotado na BM,e eles acharam que deveriam excluir os func da corporação da bm injustamente,por que a anos nossos reajustes são feitos sempre através do Q Geral.Mas espero que a situação seja revertida e que ainda tenhamos o direito de receber o que é legal.

  13. valeu o esforço iremos receber a parcela autonoma retroativa ao mes de março neste pag do mes de junho ,deixamos de ser os excluidos do quadro geral da bm no estado ufa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Powered by WordPress | Designed by: suv | Thanks to lexus suv, ford suv and honda suv